segunda-feira, abril 13

Homenagem ao Adriano

. segunda-feira, abril 13

Molejo

Voltei!


Venho trabalhando
Venho me esforçando
Pra ter você ao lado meu
Mas já tô cansando
Não tá adiantando
Ainda não reconheceu

Só por você eu parei de beber
Não faço festa mais no meu AP
Já tô magrinho, voltei a correr
Todos notaram só você não vê
Não faço mais as coisas do passado
Eu já não ando todo amarrotado
Na minha boca não tem mais cigarro
Você não vê mas todos notaram

Venho trabalhando
Venho me esforçando
Pra ter vc ao lado meu
Mas já tô cansando
Não tá adiantando
Ainda não reconheceu

Amor!
Que tal a gente ficar direitinho?
Eu e você... você e eu
Olho no olho
Beijo na boca
Você me dá uma chance?
Ah! Não vai não é?
Ih! Olha lá... covarde
Eu me ajeitando e você nada
Então escuta aqui

Essa rotina já tá me cansando
Não aguento mais beber refrigerante
Meu pulmão sabe que eu sou fumante
Vive pedindo um trago a todo instante
Vou confessar uma coisa pra você
Sou bonitinho e parei de correr
A minha barba voltou a crescer
Amor vem logo ou você vai ver

Vou voltar pra sacanagem
Pra casa de massagem
Ali sempre foi meu lugar
Já tava com saudade
Das velhas amizades
Hoje eu vou me embriagar

Ou chega logo ou vai se arrepender
Vou fazer festa lá no meu AP
Pensando bem vou falar pra você
Se não vier nem pense em me prender
Eu não renego mais o meu passado
Não vou pagar de bom namorado
Pensando bem já tô mais sossegado
Já posso guardar todo amarrotado

Vou voltar pra sacanagem
Pra casa de massagem
Ali sempre foi meu lugar
Já tava com saudade
Das velhas amizades
Hoje eu vou me embriagar

Fazer o quê?
Tentei ficar direitinho
Você não quis me dar segunda chance
Já era.


Dedicado ao Ancelmo Gois

0 Comentários:

Postar um comentário