domingo, agosto 30

Para Ela

. domingo, agosto 30

Me preocupa. Bastante.
Você me pergunta - O Quê?
Tento logo responder
Num longo, longo instante

Tá pensando o que, garota?
Como ousa embaralhar
Assim, na minha mente
Amores tão incandescentes

Cada qual com sua nuance
Corrompendo qualquer limiar
Entre o fazer e o sonhar
A libido e o romance.

Me diz o que eu faria
Sem tuas fotos, tua voz no telefone
Sem a taquicardia
Que surge perversa, sem pressa

Quando pretendo dormir
Barrando meus sonhos, agora despertos
Pois o sono, de pronto, some
E eu, sozinho, começo a sentir

Aquela preocupação lá do começo
Você está bem? EU estou bem?
Será que eu vou dormir?
E esse amor, que só aumenta

Onde é que vai parar?
Quando irei te ver?
Na crise de perguntar
Não sei onde nem quando

Mas, se Deus quiser, será!

1 Comentários:

Anônimo disse...

Hã?

Postar um comentário